Notícias

Lideranças começam a estudar modelo de gestão para o Centro de Inovação

Lideranças começam a estudar  modelo de gestão para o Centro de Inovação

O escritor Henry Etzkowitz, autor do livro Hélice Tríplice - Inovação em Movimento, afirma que “a Hélice- Tríplice das interações entre universidade-indústria-governo é a chave para a inovação em sociedades cada vez mais baseadas no conhecimento. Neste sentido, lideranças políticas, empresariais e educacionais, reuniram-se na tarde de quarta-feira (22) para iniciar as conversas sobre o modelo de gestão que será aplicado no Centro de Inovação que está sendo construído em Joaçaba.

A obra, com mais de 2 mil m², está prevista para ser inaugurada no primeiro trimestre de 2019 e, por esse motivo, reforça-se a importância de se analisar com antecedência todos os detalhes necessários para uma gestão próspera deste importante instrumento de promoção e fortalecimento do desenvolvimento regional por meio da inovação e tecnologia.

A reunião teve início com uma visita técnica nas obras do Centro de Inovação. Na oportunidade, o Secretário de Desenvolvimento Econômico do município de Joaçaba, Michel Ávila, apresentou aos participantes os detalhes da obra e o cronograma de atividades até a inauguração. A obra foi retomada no início deste anos após quase três anos de paralisação. “A nossa expectativa é de que esse prazo se cumpra e tenhamos o Centro de Inovação à disposição da comunidade no primeiro trimestre do próximo ano”, afirmou Michel.

Na sequência, as lideranças participaram de uma reunião envolvendo a diretoria da Fundação Cetepi. O encontro foi realizado na Sala de Reuniões da Unoesc e iniciou com uma apresentação em detalhes sobre uma proposta de gestão viável para o Centro de Inovação conduzida pela empresário Rafael Patzlaff com a participação em questionamentos e sugestões de todos os participantes. De acordo com ele, os dados apresentados são resultados de um estudo de viabilidade feito a partir de análises específicas para cada realidade envolvendo todas as partes interessadas no projeto. De acordo com Patzlaff, os números refletem uma possível realidade nos cenários positivos e negativos.

A conversa entre as lideranças transcorreu no sentido de se criar uma estratégia adequada para o modelo de gestão para o Centro de Inovação. A partir de agora, com as análises realizadas durante mais de duas horas de reunião terá início uma nova fase de trabalho envolvendo a Prefeitura de Joaçaba e as partes interessadas no sentido de se definir o modelo de utilização de todo o espaço onde está localizado o Centro de Inovação.

Conforme Fábio Lazarotti, presidente do Polo Inovale, a reunião teve um grande resultado e ofereceu subsídios necessários para importantes definições que acontecerão em breve. “Foi um momento muito importante para a região, afinal por meio de ideias, visita realizada e dos dados apresentados tivemos uma evolução significativa na massa crítica que defende e atua para que o Centro de Inovação se torne realidade. A partir das informações colhidas nesta saudável imersão que realizamos, aguardamos a posição da Prefeitura de Joaçaba em relação os passos seguintes para o início dos trabalhos no Centro de Inovação”,

Proposta de modelo de gestão

De acordo com os dados e informações compartilhadas pelo empresário Rafael Patzlaff, o Centro de Inovação será mantido, pela proposta inicial, por meio de algumas estratégias comerciais conforme a estrutura que ficará disponível. Conforme o empresário, o Centro será gerido por uma entidade definida por chamamento público e as receitas seriam oriundas dos aluguéis das salas, instalação de empresas âncoras e subsídio do Poder Público com um dos principais agentes interessados nesse desenvolvimento.

A proposta ainda será reanalisada e apresenta-se como uma uma primeira sugestão para o modelo de gestão a ser aplicado no Centro de Inovação.

Entre as autoridades presentes, esteve o prefeito de Joaçaba Dioclésio Ragnini, secretário de desenvolvimento econômico Michel Ávila, empresários Charles Savaris e Maicon Gelatti, diretor de desenvolvimento econômico Severino De Dea, membro do Polo Inovale Jessica Dayane, prefeito de Luzerna Moisés Diersmann, professoras Tânia Durigon e Jéssica Romeiro Mota e o presidente da Fundação CETEPI Fábio Lazzarotti.

Últimas Notícias

Apoiadores
Parceiros