Notícias

Luzerna está na semifinal do maior desafio mundial de tecnologia

Luzerna está na semifinal do maior desafio mundial de tecnologia

Uma equipe de Luzerna está na semifinal do maior desafio mundial de tecnologia e empreendedorismo para meninas. O “Technovation Challenge 2018” é um desafio online e gratuito que pode levar um time de meninas para o Vale do Silício, em San Francisco (EUA), com tudo pago por uma semana.

Na competição, equipes de meninas com idades entre 10 e 18 anos trabalham com mentores para desenvolver um aplicativo de celular que solucione um problema social. Já são mais de 3 mil participantes no Brasil e 20 mil meninas, seis mil mentores em 115 países. O desafio não exige nenhuma experiência com programação.

A GirlsUp de Luzerna, é uma das três equipes brasileiras que passaram à semifinal mundial do desafio Technovation Challenge 2018 na categoria Junior. Ela é composta, além da mentora Adriana Carla Maziero Camarotto, por cinco meninas de Luzerna com 11 a 14 anos: Geovana Maziero Camarotto, 11 anos; Rafaela de Souza Fiorin, 13 anos; Gabrielle Schroeder, 13 anos; Maria Eduarda Dalla Lana Carara, 12 anos e Heloise Cristina Parolin Volpi, 14 anos.

De acordo com a mentora Adriana Camarotto, a missão da “Technovation” é educar e capacitar as mulheres jovens para que façam a diferença na sua comunidade usando a tecnologia e o empreendedorismo. “Elas aprenderam a programar por meio de workshops e tutoriais da internet. Participaram de workshops de programação, Design Think, Canvas de modelo de negócios, entre outros, que foram muito importantes para o desenvolvimento do projeto e o resultado alcançado”, comenta.

O PROGRAMA

Times de Ensino Fundamental e Médio trabalham na programação e desenvolvimento da estratégia de negócios de um aplicativo que solucione um problema real durante 12 semanas. São suportadas por um facilitador e uma mentora ou mentor.

As finalistas viajam para o Vale do Silício para apresentar seus aplicativos e planos de negócios para investidores na final mundial, e concorrem ao prêmio de 15 mil dólares (categoria Sênior) e 10 mil dólares (categoria Júnior) e suporte para finalizar e lançar o aplicativo no mercado. Além disso, passam a fazer parte de uma rede de contatos e recursos que as ajudará a seguir na trajetória empreendedora.

O APLICATIVO

A equipe GirlsUp participa do desafio desde 2016 e já desenvolveu vários aplicativos para celular, dos quais já submeteram 2 APPs, um em 2017 chamado Bank of Time (Banco do Tempo) e outro neste ano chamado Life4Dow, que está na semifinal mundial e entre os 3 melhores APPs do Brasil na categoria Junior. Todo o material do desafio foi submetido em inglês.

O aplicativo deste ano é o Life4Down, Life4Dow, e foi desenvolvido totalmente em inglês, assim como todo o material entregue, pois é uma das exigências do desafio “Tecnovation Challenge”.

“Life4Down atende às pessoas portadoras da síndrome de Down, em suas limitações de aprendizado, Life4dow é um app acessível, lúdico, divertido, útil, fácil de usar, para portadores da síndrome de Down, pais e educadores que façam uso da tecnologia como ferramenta para o aprendizado e desenvolvimento de habilidades necessárias, dando-lhes autonomia para resoluções de problemas do dia a dia”, finaliza a mentora Adriana Camarotto.

Fonte: Portal Caco da Rosa. 

Últimas Notícias

Apoiadores
Parceiros